No Rio, Sergio Loroza e os filhos refletem sobre discriminação em ‘O encontro — Malcolm X e Martin Luther King Jr.’

Rio-de-Janeiro-RJ-25-09-2018_5BFAMILIA-LOROZA-NO-TEATRO
Foto: Gustavo Miranda / Agência O Globo

Espetáculo narra encontro fictício entre os dois líderes na luta contra opressão aos negros

Um encontro fictício, no teatro, entre Martin Luther King Jr. (Rodrigo França) e Malcolm X (Izak Dahora), dois ícones americanos na luta contra a opressão de cidadãos negros, vem despertando discussões sobre a discriminação racial. A peça “O encontro — Malcolm X e Martin Luther King Jr.” aborda as diferentes ideias e estratégias dos dois líderes.

Na versão brasileira do espetáculo, uma adaptação do texto do americano Jeff Stetson, a direção musical fica a cargo do ator e cantor Sérgio Loroza. Os filhos dele, Luiza e João, também fazem parte do projeto, como assistentes de direção e de direção musical, respectivamente.

Embora se passe em meados do século passado, período em que a luta pelos direitos civis fervilhava nos Estados Unidos, Loroza, que mora com a família no Recreio, acredita que a trama é bastante atual.

— A situação dos Estados Unidos naquela época tem diferenças em relação à do Brasil de hoje, mas tem ainda mais semelhanças, infelizmente. É necessário estarmos ligados para seguir de onde eles pararam. Senão, vamos viver tudo de novo, e não podemos mais perder este tempo — diz.

Filha mais velha de Loroza, Luiza, de 22 anos, destaca as diferenças entre as duas figuras históricas.

— O Martin era mais calmo, tinha falas mais conciliatórias; já o Malcolm tinha uma estratégia mais de luta, de expor os erros da supremacia branca, os males causados à população negra. A peça imagina um encontro que todo mundo do movimento negro esperava muito que acontecesse, pois eles tinham posicionamentos bem diferentes, mas o mesmo objetivo: uma sociedade sem discriminação — reforça.

João, de 18, ajuda a ambientar as cenas. Para isso, lança mão de muito jazz, com clássicos de Billie Holiday e Nina Simone. Trabalhando pela primeira vez em um espetáculo teatral, ele garante estar gostando da experiência ao lado da família:

— Precisamos estar unidos, fazendo nosso trabalho. Eu me sinto em casa discutindo as coisas relacionadas à peça.

“O encontro — Malcolm X e Martin Luther King Jr.” fica em cartaz até 4 de novembro, com sessões de quinta a domingo no Teatro Sesi (RJ), no Centro. O ingresso custa R$ 40.

Fonte: O Globo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s