Encontro discute a importância da literatura para crianças que trata de empoderamento, liberdade e racismo

Evento gratuito acontece na biblioteca Machado de Assis, em Botafogo

Entre conversas sobre afetividade nos processos criativos, a escritora Janine Rodrigues, da editora Piraporiando, vai compartilhar suas inspirações para criar a história de ‘Nuang – Caminhos da Liberdade’ num encontro literário para educadores, escritores e pessoas interessadas em saber mais sobre construção literária para o público infantojuvenil. O evento é gratuito e acontece na Biblioteca Machado de Assis, em Botafogo. A ação faz parte do projeto Paixão de Ler desenvolvida pela Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro.

Ao lado da artista plástica e ilustradora do livro, Luciana Nabuco, Janine vai abordar os processos criativos na construção de Nuang, a importância e a necessidade da troca de olhares para que de fato uma obra consiga tocar assuntos delicados e necessários como empoderamento, liberdade e racismo, de forma leve e profunda com o público infantojuvenil.

“É importante a troca de olhares, de saberes não só sobre os gostos estéticos, mas, principalmente, os sonhos e inspirações que motivaram a escrita da história”, destaca Janine Rodrigues.

‘Nuang – Caminhos da Liberdade’ conta a história de uma menina guerreira em busca da liberdade. Recentemente uma chancela da Fundação Palmares por sua relevância na difusão da cultura afro-brasileira. A instituição pública é uma das principais referências no país na promoção, preservação e valorização da arte e cultura negras brasileiras.

Nuang, além de livro, também compõe o projeto Jornada Literária, da Piraporiando, e tem percorrido diversas cidades brasileiras. A história fala sobre liberdade sobre o ponto de vista de uma criança.  Ela começou a escrever a história aos 9 anos de idade e é o seu quinto livro publicado. A autora fala dos Uthando, um povo conhecido por sua sabedoria, pela honra de suas palavras e por sua beleza preta.

A personagem Nuang é uma Uthando alegre e talentosa, que gostava de deitar no colo de sua avó e ouvir histórias, até que um terrível acontecimento muda a vida da personagem. A história traz fortes elementos da cultura afrobrasileira e africana, incluindo palavras do tronco grupo etnolinguístico bantu.

Serviço:
O que: Encontro literário – Afetividade nos processos criativos da literatura
Quando e onde: 22 de outubro  às 14h (segunda) – Biblioteca Machado de Assis – rua Farani, 53 – Botafogo
Quanto: gratuito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s