Coletivo Defensores do Axé consegue oficina de regularização fundiária dos terreiros junto à Terracap

Na manhã desta quarta-feira (27/10), ocorreu a oficina para sanar dúvidas sobre regularização fundiária dos templos religiosos no Distrito Federal focada nas comunidades tradicionais de matrizes africanas e ameríndias.

A oficina foi uma demanda solicitada pelo Coletivo Defensores do Axé para orientar a população de terreiro em sua legalização. Povo esse que compõe 2% da população brasiliense, mas é 59% das denúncia de intolerância religiosa.

Segundo mãe Baiana, membra do Coletivo Defensores do Axé, a lei Igreja Legal, por este nome, não conversa com os povos de terreiro e por isso se fazem necessárias atividades como esta para sensibilizar os dirigentes de que também fazem parte da legislação, além de orientá-los no procedimento. “Como a lei fala ‘igreja’ nosso povo acaba achando que não é pra eles. Então a gente tem que fazer esse trabalho de buscar os terreiros e mostrar que é sim pra eles e ajudar nesse processo de regularização que é importante pro combate ao racismo estrutural e institucional “, considerou.

O diretor de regularização social e desenvolvimento econômico da Terracap, Dr. Leonardo Mundim, considera importante esse encontro e afirmou que estarão sempre à disposição das comunidades tradicionais para colaborar em seu processo de regularização.

Na mesma linha, o subsecretário de direitos humanos e igualdade racial, Juvenal Araújo, afirmou que dr. Mundim e Kildare Meira, assessor de assuntos religiosos, foram fundamentais na implementação da lei de regularização de templos religiosos. “Mundim e dr. Kildare são peças fundamentais nesse processo. São eles que estão na linha de frente fazendo o processo caminhar em diálogo com a comunidade “, afirmou.

Doutor Kildare informou que essa oficina é um pleito das comunidades afrorreligiosas que já devia ter sido atendido, mas por ocasião da pandemia só foi possível neste mês de outubro. Caso haja necessidade, novas oficinas poderão ser marcadas.

Foto: Luiz Alves Projeto Onibodê

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s