Somos todos mãe Baiana

Foto: Ògan Luiz Alves/Projeto Oníbodê.

Vivemos tempos difíceis. Em meio à pandemia do novo coronavírus, movimentos e ações fascistas se intensificam.

Não bastassem os movimentos racistas e antidemocráticos promovidos pelos “300 de Sara Winter”, o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou o Projeto de Lei 3019/2020 que enquandra os movimentos antifascistas como grupos terroristas. Uma clara mensagem antidemocrática ao tentar coibir grupos que lutam pela democracia e direitos humanos.

Em meio a isso, o presidente da Fundação Palmares volta a ser foco com declarações racistas, discriminatórias e baixas. Além disso, ataca nominalmente uma mãe de Santa importante no cenário da luta pelos direitos dos negros e das religiões de matrizes africana, a mãe Baiana.

O caso

Em áudio vazado de reunião com o presidente da Palmares, Sérgio Camargo, ele relata ferozmente que não trabalhará pela cultura população negra. Atentem para o detalhe que ele está presidente de uma instituição que justamente trabalha pela cultura da população negra. Um dos aspectos culturais de uma cultura é a religiosidade.

No áudio, Sérgio afirma que algum funcionário da fundação estaria divulgando o que acontece lá para a mídia, através de Mãe Baiana. “Uma filha da puta de uma macumbeira. Uma tal de Mãe Baiana, que ficava aqui infernizando a vida de todo mundo. Além de fazer macumba para mim, essa miserável está querendo agitar invasão aqui de novo.”
O presidente afirma ainda que não irá contribuir com terreiros ligados a religiões de matrizes africanas. “Não vai ter nada para terreiro na Palmares, enquanto eu estiver aqui dentro. Nada. Zero. Macumbeiro não vai ter nenhum centavo.”

Todos os áudios foram gravados em uma reunião com servidores, que aconteceu em 30 de abril. Sérgio Camargo também proferiu uma série de ofensas ao movimento negro, que classificou como escória maldita. 
Nos áudios, ele chama Zumbi dos Palmares, símbolo da resistência negra, de “filho da puta que escravizava pretos”. O presidente afirma ainda não apoiar o Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro. 

Mãe Baiana

Adna Santos, conhecida como Mãe Baiana, é uma das principais vozes de combate ao preconceito e defesa das crenças de matriz afro no Brasil. Adna trabalhou como chefe da Divisão de Patrimônio Afro-Brasileiro da Fundação Cultural Palmares e hoje ocupa o cargo de Coordenadora de Políticas de Promoção e Proteção da Diversidade Religiosa da Subsecretaria de Direitos Humanos e Igualdade Racial no Distrito Federal.

Graças a sua atuação o Mapeamento dos Terreiros do Distrito Federal foi criado e este hoje colabora na legalização dos templos religiosos de matrizes africanas.

Mãe Baiana é uma importante figura na luta contra o racismo, racismo religioso e em defesa da população negra e de terreiro. O presidente da Palmares não só a desrespeitou, mas cometeu crime de injuria racial ao chamá-la de “filha da puta de uma macumbeira”.

Nesta quarta-feira (3), Mãe Baiana foi à Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual, ou contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (DECRIN) registrar ocorrência contra Sérgio Camargo.

Além desse crime contra a pessoa de Mãe Baiana, Sérgio Camargo não está em consonância com o objetivo da fundação Palmares, sendo sua nomeação como presidente algo questionável.

Uma vez que a Fundação Palmares é  uma instituição pública voltada para promoção e preservação dos valores culturais, históricos, sociais e econômicos decorrentes da influência negra na formação da sociedade brasileira e este presidente defende exatamente o contrário do objetivo da instituição, deve-se questionar sua permanência no cargo.

Ajude-nos a tirar Sérgio Camargo da Fundação Palmares. Assine aqui a petição.

Um comentário em “Somos todos mãe Baiana

  1. Todo apoio a essa liderança afro. Não podemos ser atacadas e atacados assim, institucionalmente, sem uma resposta efetiva das autoridade responsáveis.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s